Segunda-feira, 11 de Junho de 2007

Quem não arrisca, não petisca!

A vida é feita de indecisões. Para uns passam pela cor da gravata, outros debatem-se com a dúvida da paternidade dos filhos, outros com o que comer ao jantar. Os problemas podem ser os mais variados e mais ou menos graves. O que me irrita são aquele que não nos deixam andar para a frente e nos fazem sentir na corda bamba.  

 

Lembram-se da Maria e do João?

Pois aquilo lá vai andando mas desta vez vejo a Maria derrapar. Ela até costuma ser uma miúda decidida mas agora… Bem me queria parecer que aquela coisa do “deixar a andar” era demais para aquela cabecinha loira…

 

“Isto num vai dar em nada…” A convicção não é forte. Às vezes até parece que se quer convencer a ela própria, obrigar-se a baixar as expectativas, evitar a todo o custo desilusões e algum sofrimento.

Deixa andar. Desliga lá o complicador e vai gozando.” Nem sei porque disse isto. Isto é que realmente não é coisa minha!

Ó, às vezes quero desistir, as depois acontece sempre qualquer coisa que me faz pensar que vale a pena…

 

Assim anda a nossa Maria, não sabe se vai, não sabe se fica… Pus-me a pensar nas vezes que não faço as coisas com medo de falhar. Por muito confiantes que sejamos, há sempre qualquer coisa que nos faz vacilar. A maior parte das vezes o que custa á a primeira vez e depois de nos decidirmos a andar em frente vemos que não custa assim tanto.

A Filipa fez o mesmo quando foi trabalhar. Chegou mesmo a avisar os directores da empresa que não queria fazer mais aquilo… e estava lá há duas semanas! Depois lá se deixou de merdas e avançou. Hoje gosta imenso do que faz e já não pensa em trocar de emprego.

 

Não se perde nada em tentar. Estas dúvidas e incertezas não podem ditar regras na nossa vida. Isso mesmo, NÃO PODEM. Por isso, da próxima vez que estiverem frente a um novo desafio, não desistam sem tentar. Sempre se podem rir, mais tarde, da figura de urso que fizeram. Mas pior que isso é arrependerem-se de nem sequer ter experimentado.

sinto-me: decidida!!!
publicado por happyend às 01:24
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Infiel a 11 de Junho de 2007 às 01:32
Boa noite Não quis deixar de comentar que te dou muita razão!!! Só tentando, experimentando, passando pelas situações as poderemos valorizar
Força
De happyend a 11 de Junho de 2007 às 01:35
pois mas às vezes ficamos-nos pelo desejo de ter sem sequer pensar no prazer de o conseguir...

:)
De Infiel a 11 de Junho de 2007 às 01:58
Para isso existe uma escala de valores pela qual nos podemos guiar. Como costumo dizer e fazer: sente antes de pensar! Se sentirmos que nos "apetece" termos meio cmainho andado! Predisposição também é importante enfim... cada um julgara á sua maneira e decidira o que melhor deve ser para ela ne

Comentar post

.This is... me

online

.posts recentes

. Futebol? No thanks!

. Hipócritas de Natal

. Supé- Tias do século XXI

. Do que elas gostam...

. Just think about it...

. Se hesistas muito é porqu...

. To Like / To Love

. Don't worry... be happy

. Fazes-me falta

. O poder das palavras

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Visitantes

Free Hit Counters
Free Counter

.arquivos

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Junho 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.Vem ver...

.favorito

. Fazes-me falta

. Férias (in)desejadas

. Love to be loved

. Friends will be friends

. (IN)Seguranças

. Conversas de gajas

. CUIDADO COM A ALERGIA!!!

blogs SAPO